Ducati lança mota Scrambler, a italiana vintage customizável

Depois de meses de impaciência entre os fãs das duas rodas, a Ducati libertou finalmente as primeiras fotografias da Scrambler. Esta mota criada com clara inspiração vintage é pioneira na história da marca, incluindo um sofisticado e fiável motor num conjunto com aparência da década de 70.

No depósito encontramos de imediato a inscrição “Born in 1962”, indo mais às entranhas encontramos um motor de um cilindro conhecido das motas da Ducati dos Anos 60 e 70. Em termos estéticos esta mota contrasta com os modelos ‘avant-garde’ lançados pela marca italiana: a superbike Panigale e a turística Multistrada. Este passo, seguido por outros fabricantes de motas como a BMW que recentemente lançou a R Nine-T, vai ao encontro da recente tendência de recriação da cultura do filme Easy Rider.

A inspiração para a nova Ducati Scrambler surge da era pré-motocrosse dos anos 60 e 70 em que os pneus cardados e elementos aerodinâmicos de formas rudimentares caraterizavam as motas utilizadas para incursões de motociclistas fora de estrada. A Scrambler, modelo que chegará ao mercado em 2015, foi desenhada seguindo esta tradição que nos últimos tempos tem conhecido especial corrente revivalista. Mecanicamente a nova Ducati Scrambler está equipada com um motor com injeção de gasolina e 803 cm3 de cilindrada com os 2 cilindros dispostos em L, opção conhecida da 796 Monster. A potência é de apenas 75 cv, e a marca de Bolonha, agora sob a alçada dos alemães da Volkswagen, não revelou mais detalhes técnicos. O equipamento da nova mota personalizável, que fará as delícias da reinventada geração café-racer, compreende caixa de seis velocidades e uma porta de carregamento USB para dispositivos portáteis.

A Scrambler da Ducati será proposta em quatro variações, cada uma personalizável de acordo com as preferências do cliente. A configuração “Urban Enduro” apresenta pintura em tons de verde azeitona capaz de fazer lembrar a Triumph utilizada por Steve McQueen no filme The Great Escape. A opção “Full Throttle”, de pintura preta com elementos destacados a amarelo, tem apenas um lugar, conferindo uma aparência retro-racer. Também o quadro pintado a preto, jantes raiadas e um banco em couro castanho surge a opção “Classic”, sendo a derradeira opção “Icon” a mais acessível da gama e que pode ser configurada em vermelho ou amarelo com jantes de 10 raios e destaques em alumínio no tanque em forma de gota.

O preço da Ducati Scrambler fará também a delícia de muitos motociclistas, com o seu preço a situar-se na casa dos 9 mil euros (bastante inferior à onerosa BMW R Nine-T proposta na atualidade no mercado nacional a 15.800 euros). As primeiras unidades serão disponibilizadas no mercado em janeiro de 2015.

Ducati Scrambler

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *