Borgward ressuscita sob administração chinesa

O Salão de Genebra será palco do renascimento da marca Borgward. Nascida em Bremen a 1890 a marca tornou-se particularmente famosa na década de 50 com o nascimento do modelo Isabella. O desaparecimento aconteceria em 1963 fruto de uma situação financeira muito complicada. O fabrico de automóveis iniciou-se na década de 20 quando Carl Borgward iniciou a venda do modelo Blitzkarren, um pequeno utilitário de apenas três rodas e muito utilizado por várias empresas de correios e serviços postais por toda a Europa. A popularidade foi tal que originou uma nova marca, a Goliath. Pioneira na indústria automóvel ao incluir tecnologias sofisticadas para a época, como por exemplo a suspensão pneumática.

Desde 2005 que Christian Borgward, neto de  Carl Borgward tenta a todo o custo ressuscitar a marca do avô, que segundo muitos dizem ter morrido de desgosto por não ter cumprido com sucesso o seu sonho de fabricar automóveis. Este sonho volta a conhecer novo fôlego com o arranque da nova Borgward AG (com sede na Suíça) cujo plano de ação será divulgado em estreia no Salão de Genebra. Como suporte deste rearranque da marca encontram-se importantes fundos financeiros chineses ligados também eles ao fabrico de automóveis com a marca BAIC que encontra aqui oportunidade dourada de aceder ao mercado europeu de automóveis.

Outras novidades do Salão de Genebra:

Borgward_Hansa_1500_Sportcoupé,_Baujahr_1954_(08.09.2007_Sp)
Borgward Hansa 1500 Coupé de 1954 Foto: Wikipedia

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *